O que os influenciadores têm em comum?

Continuando nossa série “Além de publiposts”, hoje o exemplo é dos tão falados influenciadores. E o que essas pessoas têm em comum? Na nossa opinião, existem dois fatores principais:

1. Produção de muito conteúdo

Todos eles tem conteúdo relevante para compartilhar. Você pode não gostar do Whindersson Nunes, Kéfera, Camila Coutinho, Jout Jout… mas precisa admitir que, para o público deles, o conteúdo atende e até supera às expectativas.

2. Dedicação e muitas horas de trabalho

Não adianta ter conteúdo relevante e não se dedicar ao projeto. Esse é outro ponto em comum destes influenciadores. Você pode nunca ter ouvido falar de algum deles e achar que por isso ele apenas “deu sorte” e “bombou” na internet. Mas não é bem assim. Quem chegou ao topo é porque há tempos está se dedicando e publicando conteúdo com bastante frequência, seja para 1 pessoa ou para 1 milhão, com o mesmo comprometimento.

A maioria das pessoas enxerga nesses influenciadores uma oportunidade de ganhar dinheiro fácil e aí quando começam a tentar fazer igual e percebem o tamanho do desafio desistem logo e por isso atribuem o sucesso deles à “pura sorte”. O que estas pessoas precisam começar a reconhecer é que não existe sorte neste meio se não for aliada justamente a conteúdo e dedicação.

Eles ganham dinheiro sim, mas não é tão fácil e muito menos não só pelo conteúdo na internet. Existe muito trabalho e outros projetos por trás disso.

Veja alguns exemplos:

SHOWS

o_que_os_influenciadores_tem_em_comum-gcampaner-1

Whindersson Nunes: aproveitou o conteúdo que fez sucesso na internet para criar seus shows de Stand UP comedy e se apresenta pelo Brasil inteiro.

  

PRODUTOS

Alguns aproveitam a relevância e aceitação do conteúdo e lançam produtos quem fazem o maior sucesso justamente por causa da legião de fãs que já conquistaram na internet.

Fred Elboni: já está em seu terceiro livro. Lala Rudge: criou sua própria marca de lingeries, La Rouge Belle. Pausa para feminices: com sua própria linha de maquiagem.

SERVIÇOS

E por que não aproveitar o seu blog para impulsionar seus serviços?

Como exemplo disso temos Rita Heroína, Adelina Evangelista, Anna Barros e Eliane Figueirôa como Consultoras de Imagem e Estilo.

O segredo é diversificar as fontes de renda, aproveitar o sucesso que faz em um canal para alavancar outro, também promissor. Seguir a onda para promover um projeto que te traga retorno, e claro, que não fuja da sua essência. Os influenciadores apenas influenciam de fato seu público porque transmitem a verdade e autenticidade.

Mais conteúdo inspirador
Como usar o marketing de influência no seu negócio

Para nós, que dependemos do dependemos do digital no dia a dia, compartilho um pensamento sobre como usar o marketing de Read more

O que a Amazônia tem a ver com seu negócio online?

Independente de qual seja a sua opinião, acredito que você esteja a par de toda a polêmica que envolve a Amazônia Read more

VOCÊ NÃO VAI VIVER DE BLOG nem sendo DIGITAL INFLUENCER

Não, você não vai viver de blog! Essa é a primeira verdade que tentamos mostrar, provavelmente desde antes de você Read more

O que as mulheres assistem no Youtube

Provavelmente você, blogueira, deve achar que o que as mulheres assistem no Youtube ou consumir na internet são os temas Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abrir Whatsapp
💬 Oi, vamos conversar?